9 de jan de 2011

That Song That I Had Never Heard Before

Meu quarto sempre foi meu lugar preferido da casa, bem aconchegante, bem meu, mas a melhor coisa de la era a vista, não importa qual a época, a estação ou sentimentos, era sempre aquela vista linda. De vez enquanto eu passava horas olhando os casais que se sentavam na pracinha, eles conversavam, trocavam carinhos, eu até arriscava adivinhar as doces palavras que eles diziam um para o outro.

Mas aquele dia era diferente, eu estava na minha cama procurando em meus pensamentos algo para escrever em minha agenda, quando começou a tocar uma musica, aquela musica que eu nunca tinha ouvido antes, era uma musica tão linda que me fez sorrir automaticamente, fiquei observando o modo como ele cantava com sentimento parecia transbordar de amor, pelo menos foi o que me fez sentir, estava tão concentrada que me desliguei de todo resto, só percebi que havia alguém no meu quarto quando senti o toque suave de seus dedos tocarem meu ombro e escorregarem pelo meu braço, quando me virei ele estava la, o loiro mais lindo que eu já havia visto, percebi que haviam flores sob meu travesseiro, mas não eram  flores quaisquer, eram rosas, rosas vermelhas, sempre fico abismada com tal poder que elas exercem sobre mim, e la estava ele, me encarando com aqueles olhos verdes, olhos que pareciam enxergar a alma, sem duvida os os mais perfeitos, confesso que as vezes quando me pego admirando sua beleza única e diferente acho que é capaz de cegar alguém que olhe por muito tempo.


Eu realmente não sabia o que ele estava fazendo ali, não que eu não quisesse, porque eu sempre quis muito, mas não achava que havia um motivo para ele estar, agora mais do que nunca acho que aqueles olhos verdes podem ver bem alem já que aos últimos toques daquela musica bonita eu não precisei dizer nenhuma palavra para que ele entendesse meus pensamentos:

 - eu estou aqui porque te amo.

Se ele não me tivesse firme em seus braços naquele momento juro não acreditaria, provavelmente eu nem estaria de pé e, poderia ser um sonho, mas o leve toque de seus lábios me mostrava que não, eu não sei exatamente quando tudo mudou pra ele, mas eu sei que jamais vou esquecer daquele dia, e eu jamais esquecerei aquela musica que eu nunca tinha ouvido antes.

2 comentários:

♪ Dayane ♪ disse...

Oi...

Que história linda Jess *-* Sério, amei completamente.

E, sobre seu comentário final; ás vezes eu também faço isso. Escrevo história que eu adoraria que realmente acontecesse...
Já ouviu dizer que os sonhos nos dão o que a realidade nos nega? Bom, talvez seja isso que buscamos ao escrever assim...:)

Ótimo texto, mesmo Jess...

~> Beijusss...;*

⋆ ─ Jessica Zuza; disse...

Obrigada meninas e Day, que bom que gostou *-* a realidade é muito tragica as vezes pelo menos nossos sonhos nos confortam não é