18 de jun de 2011

Sonhos que se realizam

E de imaginar que eu passei onze anos esperando para realizar um sonho, e de repente eu estava la, as luzes se apagaram e a musica começou, a melodia era acelerada tanto quanto meu coração foi aí que eles apareceram, saltaram do telão para a parte alta do palco. Eles eram reais, eles estavam ali, de verdade, como passei dias e noites sonhando. E a voz deles soava como o cantar dos anjos, nem a dor nas pernas de ter esperado horas e horas numa fila que parecia interminável, nem o pavor de estar num lugar fechado e lotado de gente que eu jamais veria novamente me incomodava. Tudo que importava era que eu estava ali, e eles eram tudo que eu via.


Era inevitável não tremer, as lágrimas eram apenas mais um detalhe. Eles estavam a poucos metros de mim, sorriam, dançavam as coreografias de forma sincronizada, brincavam com os fãs, trocavam palavras entre si, era visível que eles também se impressionaram, não que eles não estejam acostumados a ter milhares de garotas a seus pés, gritando seus nomes desesperadas por atenção. Mas esse sentimento de espera, de realização de um sonho de tanto tempo era compartilhado por todos que cantavam junto com eles, palavra por palavra de cada letra sem errar.

E cada passo me fazia lembrar das inúmeras vezes que dancei sozinha no meu quarto, e cada canção me fazia lembrar das lágrimas que derramei por vezes ao ouvi-las, porque algum idiota me fez chorar ou porque eles sabiam exatamente como confortar minha dor. E cada sorriso, me fazia esquecer de tudo isso e apenas curtir o momento.

Eles estavam lá, tão perto e tão distantes de mim, e eu não podia fazer nada alem de deixa-los partir. Então as luzes se apagam novamente, e eles vão embora. É, não é nada fácil realizar um sonho, porque você espera tanto e de repente, ele se realiza. E você fica feliz, tão feliz que chega a sufocar. E você não sabe o que fazer porque não depende de você e tudo que você tem é um sonho recém realizado e um gosto agridoce de quero mais.

Dói tanto que eu parei de ver as fotos do show, parece que uma parte de mim ficou la, em meio aquela multidão, em um sorriso que o Nickolas deu, no salto louco do Brian, na maneira incrível que o Alexander se comporta no palco, nas dancinhas do Howie. Nas lágrimas que escorreram com minha vontade de não ir embora.

Não cabe mais a mim, parte do meu sonho se realizou a quase quatro meses, e todas essas sensações ainda parecem tão vivas que se eu fechar os olhos ainda posso reviver cada momento daquela noite. Mais ainda não acabou, não posso me conformar com isso. A cada noite peço que os ventos tragam esses garotos para cá novamente ou que eu tenha a oportunidade de vê-los em qualquer lugar. Até la... Eu ainda tenho o mesmo sonho.

2 comentários:

Brú & Rê =^.^= disse...

Ahque lindo seu post! Tb sinto a mesma coisa, queria tudo de volta!!!

♪ Dαyαnє ♪ disse...

Oi Jess,

É uma sensação mesmo inigualável realizar um sonho não é? Fico feliz que tenha conseguido ^^

~> Beijusss...;*